O Castello Aragonês é uma fortaleza na ilha de Ischia, no Golfo de Nápoles, sul de Itália. Está localizada no lado oriental da ilha e está ligada por uma ponte de 200 metros à antiga aldeia de Borgo di Celsa, que se situa no continente.

As primeiras partes da fortificação foram construídas já no século V AC. Mas foi apenas no século XV, sob os reis aragoneses, que ela deveria assumir a sua forma actual.

Alfonso I de Nápoles e Sicília mandou construir o castelo segundo o modelo do “Maschio Angioino”, o “Novo Castelo” de Nápoles, e também providenciou a primeira ponte de madeira sobre o mar.

No século XVIII, a sua história turbulenta iria terminar quase tragicamente – em 1809 foi sitiada por tropas britânicas e quase completamente destruída por fogo de canhão.

Os poucos habitantes sobreviventes foram reinstalados no continente e o castelo foi utilizado como prisão. Foi apenas no início do século XX que foi libertado em leilão e hoje é propriedade privada.