Select Page

Der Freischütz, por C. M. Weber

Der Freischütz, por C. M. Weber

Um rapaz caçador, que vende a sua alma ao diabo para entrar na posse de bolas mágicas.

Uma bela filha de caçador, por quem dois jovens lutam.

Criaturas encantadas, sonhos maliciosos, uma coroa de noiva que se revela uma coroa de luto e um final trágico.

A beleza selvagem da natureza, cenas folclóricas primitivas e o diabo na garganta do lobo.

Tudo isso serve apenas como pano de fundo para as provavelmente mais belas melodias, que o romantismo alemão trouxe para fora.

 

O “Freischütz” de Weber deve ser familiar a todos, pois é uma das obras mais importantes da nossa história da ópera.

Há quase 200 anos que os músicos se esforçam por este trabalho, entregando-se sempre de novo à música e lutando por cada frase.

Um dos frutos mais interessantes e bem sucedidos deste trabalho é provavelmente a gravação de Carlos Kleiber, que estabelece padrões em termos de clareza de texto e uma compreensão radicalmente nova do tempo.

 

Carlos Kleiber e o ensaio da Radio-Sinfonieorchester Stuttgart:

 

 

A abertura do trabalho:

 

 

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Comentários recentes

    Arquivo

    Blogverzeichnisse

    Blogheim.at Logo